Um estudo da Primeira Forma Quadrática: Uma proposta de construção dinâmica

  • Ana Carla Pimentel Paiva Instituto Federal de Ciências e Tecnologias do Ceará- IFCE
  • Francisco Regis Vieira Alves INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ

Resumen

Abordamos nesse artigo uma análise epistemológica de um conceito da vasta teoria matemática das superficies, denominado Primeira Forma Quadrática Diante do caráter reconhecidamente abstrato desse conceito, utilizaremos alguns elementos clássicos constituintes da Engenharia Didática - ED para investigação do ensino do objeto matemático em questão. Desse modo, apresentaremos definições que nos permitam o cálculo e a compreensão do conceito. Além disso, utilizaremos o software Geogebra, para evidenciarmos a interpretação e significação visual dos conceitos prévios envolvidos, auxiliando assim, de forma qualitativa no processo de ensino e aprendizagem do conceito. 

Biografía del autor/a

Ana Carla Pimentel Paiva, Instituto Federal de Ci?ncias e Tecnologias do Cear?- IFCE
Formada em Licenciatura em Matematica pela Universidade Federal do Ceará e aluna de Mestrado do programa de pós graduação em Ensino de ciências e Matemática (PGECM) do Instituto Federal de Ciências e Tacnologia do Ceará- IFCE
Francisco Regis Vieira Alves, INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEAR?
Possui graduação em Bacharelado em Matemática pela Universidade Federal do Ceará (1998), graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade Federal do Ceará (1997), mestrado em Matemática Pura pela Universidade Federal do Ceará (2001) e mestrado em Educação, com ênfase em Educação Matemática, pela Universidade Federal do Ceará (2002). Doutorado com ênfase no ensino de Matemática (UFC - 2011). Atualmente é professor do Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará / CE - 40h/a com DE, do curso de Licenciatura em Matemática. Tem experiência na área de Matemática e atuando principalmente nos seguintes temas: Didática da matemática, História da Matemática, Análise Real, Filosofia da Matemática e Tecnologias aplicadas ao ensino de matemática para o nível superior. Com pesquisa voltada ao ensino de Cálculo I, II, III, Análise Complexa, EDO, Teoria dos Números. E na Universidade Aberta do Brasil, com o ensino a distância de Matemática. Desenvolve pesquisa direcionada para o ensino do Cálculo a Várias Variáveis e sua transição interna. Atua também no Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática (ENCIMA) - UFC. Revisor e parecerista ad hoc dos seguintes periódicos: Vydya Educação, Sinergia - IFSP, Rencima - Revista de Ensino de Ciências e Matemática, Revista do Instituto Geogebra de São Paulo, Tear - Revista de Educação, Ciência e Tecnologia, Boletim Online de Educação Matemática - BoEM e revista REMAT: Revista Eletrônica da Matemática. Comitê editorial do Boletim Cearense de Educação e História da Matemática (BOCEHM) e Coordenador do Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências e Matemática - PGECM/IFCE (acadêmico). Membro do Consenho Científico da revista ForSCience - IFMG. Docente do Mestrado Profissional em Educação Tecnológica - PÓLO FORTALEZA/IFCE.

Citas

ALVES, Francisco R. V. 2012. Discussão da noção de integral imprópria com o auxílio do Geogebra. In: Conferência Latinoamericana de Geogebra. Uruguay. 9-18. Recuperado el 09 de julio de 2018, de http://www.geogebra.org.uy/2012/actas/73.pdf

ALVES, Francisco. R. V. 2013a. Visualizing in Polar Coordinates with Geogebra. In: Geogebra International of Romania. p. 21-30. Recuperado el 10 de julio de 2018, de http://ggijro.wordpress.com/issues/vol-3-no-1/.

ALVES, Francisco. R. V. 2013b. Exploring LàHospital Rule with the Geogebra. In: Geogebra International of Romania. p. 15-20. Recuperado el 10 de julio de 2018, de http://ggijro.wordpress.com/issues/vol-3-no-1/.

ALVES, Francisco. R. V. 2015. Visualização de Teoremas em Análise Complexa: exemplos no contexto da Transição Complexa do Cálculo. Revista Sinergia. v. 16, nº 1, 65 - 76. Recuperado el 10 de julio de 2018, de http://www.cefetsp.br/edu/prp/sinergia/

ALVES, Francisco. R. V. 2016. Didática da Matemática: seus pressupostos de ordem epistemológica, metodológica e cognitiva. Revista Interfaces da Educação, v. 7, nº 21, 131 - 150. Recuperado el 10 de julio de 2018 , de https://periodicosonline.uems.br/index.php/interfaces article / /viewFile/1259/1183

ALVES, Francisco. R. V. 2017. Engenharia didática com o tema integração de funções na variável complexa: análises preliminares, a priori e modelização de situações. Revista de Ensino de Ciências e Tecnologia.v. 7, nº 1, 1 - 15. Recuperado el 10 de julio de 2018 , de http://www.redalyc.org/html/4675/467546204013/.

ALMOULOUD, S. A. et al. A geometria no ensino fundamental: reflexões sobre uma experiência de formação envolvendo professores e alunos. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n.27, p. 94-108, set. /dez. 2004.Recuperado el 10 de julio de 2018, de http://www.redalyc.org/html/275/27502707/.

ALMOULOUD, Saddo Ag; DE QUEIROZ, Cileda; COUTINHO, Silva. Engenharia Didática: características e seus usos em trabalhos apresentados no GT-19/ANPEd. Revemat: Revista Eletrônica de Educação Matemática, v. 3, n. 1, p. 62-77, 2008. Recuperado el 16 de julio de 2018, de https://periodicos.ufsc.br/index.php/revemat/article/download/1981-1322.2008v3n1p62/12137

ALMOULOUD, Ag Saddo. Fundamentos da Didática da Matemática. São Paulo: Editora UFPR. (2007).

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos; ALVES, Leonir Pessate (Orgs.). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville: UNIVILLE, 2003.

ARTIGUE, Michèle. Ingénierie didactique. Publications mathématiques et informatique de Rennes, v. 1989, n. S6, p. 124-128, 1989. Recuperado el 16 de julio de 2018, de http://www.numdam.org/article/PSMIR_1989___S6_124_0.pdf

ÁVILA, Geraldo; DE ARAÃJO, Luıs Cláudio Lopes.2012. Cálculo - Ilustrado, Prático e Descomplicado, ed. 1ª. Editora LTC. São Paulo.

DO CARMO, M. P. 2012. Geometria diferencial de curvas e superfícies. SBM.

EVES, Howard. Introdução à história da matemática/Howard Eves; tradução: Hygino H. Domingues. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2004.

FERRI, Julio Cesar; CALEJON, Laura Marisa Carnielo; SCHIMIGUEL, Juliano. Uso do Geogebra no Ensino de Matemática. Revista Gestão Universitária, v. 1, p. 4, 2013. Recuperado el 10 de julio de 2018 , de http://www.gestaouniversitaria.com.br/artigos/uso-do-geogebra-no-ensino-de-matematica--2

FARIA, Isabela Gobbo; SOUZA, L. D. F. R.; FERNANDES, Estela Aparecida. Métodos informatizados contribuem para o ensino da Matemática: utilização do geogebra para o ensino de geometria-Revisão bibliográfica. Revista Eletrônica de Educação e Ciência, v. 5, n. 1, p. 65-70, 2015. Recuperado el 10 de julio de 2018, de http://fira.edu.br/revista/wp-content/uploads/2015/03/2015_vol5_num1_pag65.pdf

GRANDE, A.L. NUNES, L.D.O. SILVA, M.P.D. O estudo do Teorema Fundamental das Curvas Planas utilizando o Geogebra. In: Conferência Interamericana de Educação Matemática. Tuxtla- Chiapas - México.2015. Recuperado el 10 de julio de 2018, de http://xiv.ciaem-redumate.org/index.php/xiv_ciaem/xiv_ciaem/paper/viewFile/225/130

GUZMÁN, M. The role of visualization in the teaching and learning of Mathematical Analysis. In: 2 nd International Conference on the Teaching of Mathematics at the Undergraduate Level, Hersonissos: University of Crete.p. 1-24, 2002. Recuperado el 10 de julio de 2018, de https://eric.ed.gov/?id=ED472047.

MEIER, Melissa; DA SILVA, Rodrigo Sychocki. O uso da Geometria Dinâmica em Modelagens Geométricas: possibilidade de construir conceitos no ensino fundamental. Revista Paranaense de Educação Matemática, v. 4, n. 6, 2015. Recuperado el 10 de julio de 2018, de http://www.fecilcam.br/revista/index.php/rpem/article/viewFile/936/pdf_113

NASCIMENTO, Eimard Gado. Avaliação do uso do software Geogebra no ensino de geometria: reflexão da prática na escola. XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa da Unifor, ISSN, v. 8457, p.1808, 2012. Recuperado el 10 de julio de 2018, de https://uol.unifor.br/oul/conteudosite/?cdConteudo=3363732

NUNES, Bruna. Geometria Diferencial de Superfícies e o Teorema de Gauss-Bonnet. 2010.Universidade Federal de Santa Catarian- Florianópolis. Monografia. Recuperado el 10 de julio de 2018, de http://www.mtm.ufsc.br/~ebatista/Orientacoes_arquivos/tcc_bruna_certo.pdf

PAIVA, Ana Carla Pimentel; ALVES, Francisco Regis Vieira. Utilização do Geogebra como auxílio no ensino de curvatura de curvas planas e espaciais. Revista do Instituto GeoGebra Internacional de São Paulo. ISSN 2237-9657, v. 7, n. 2, p. 65-79, 2018.Recuperado el 10 de julio de 2018, de https://revistas.pucsp.br/index.php/IGISP/article/view/35458

PEREIRA, Maria da Graça Bruno. Contributos de um ambiente de geometria dinâmica (geogebra) e do geoplano na compreensão das propriedades e relações entre quadriláteros: um estudo com alunos do 4. º ano. 2012. Tese de Doutorado. Recuperado el 10 de julio de 2018, de https://repositorio.ipl.pt/bitstream/10400.21/2127/1/Contributos%20de%20um%20ambiente%20de%20geometria%20din%C3%A2mica.pdf

DOS SANTOS, José Manuel Dos Santos; BREDA, Ana Maria D.'Azevedo. A projeçaÌo estereograÌfica no GeoGebra. Revista do Instituto GeoGebra Internacional de São Paulo. ISSN 2237-9657, v. 7, n. 1, p. 31-40, 2018.Recuperado el 16 de julio de 2018, de https://revistas.pucsp.br/index.php/IGISP/article/viewFile/36164/24949

TENEBLAT, K. 2008. Introdução à Geometria Diferencial.ed. 2ª. Editora Blucher. São Paulo.

VALENTE, J. A. Diferentes usos do computador na Educação, In: VALENTE, J. A. (org.), Computadores e conhecimento, repensando a Educação. UNICAMP-NIED, p. 1-23, 1993.

Publicado
2019-05-02
Sección
Artículos